Liminar restaura funções gratificadas para docentes extintas pelo governo Bolsonaro

Liminar concedida hoje, 19 de novembro de 2019, pela 25ª Vara Civil de São Paulo referente a ação impetrada pela Associação dos Docentes da Unifesp (Adunifesp-SSind) suspende para Universidade Federal de São Paulo os efeitos do Decreto nº 9.75/2019

Continuar lendo “Liminar restaura funções gratificadas para docentes extintas pelo governo Bolsonaro”

30 de maio em defesa da educação!

As ruas do país serão novamente ocupadas por atos em defesa da educação pública em 30 de maio, próxima quinta-feira. Entidades estudantis e sindicais estão chamando mobilizações em todo o país para fortalecer a luta contra os cortes de orçamento. O Dia de Lutas também servirá como preparação para a Greve Geral, convocada pelas centrais sindicais para 14 de junho.

A Adunifesp-SSind apoia as manifestações locais e nacionais em defesa da educação nesse dia 30 de maio! Rumo à greve geral do dia 14 de junho!

Continuar lendo “30 de maio em defesa da educação!”

Decreto de Bolsonaro ataca autonomia universitária

Reitores não poderão mais nomear pró-reitores nem diretores

O presidente Jair Bolsonaro publicou, na terça (14), o Decreto 9794. Com o decreto, a partir de 25 de junho, os reitores de universidades, CEFETs e institutos federais não poderão mais nomear pró-reitores e diretores de unidades. A nomeação caberá a Onyx Lorenzoni, ministro chefe da Casa Civil, e a Abraham Weintraub, ministro da Educação. Os docentes indicados para os cargos terão que passar por investigação de vida pregressa feita pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e pela Controladoria Geral da União (CGU).

Continuar lendo “Decreto de Bolsonaro ataca autonomia universitária”

Por que o Brasil está nas ruas pela educação?

Assista na íntegra publicação do Brasil de Fato analisando os ataques do governo às universidade e a mobilização em defesa da educação pública. #NaRuaPelaEducação | Professores, estudantes e trabalhadores da educação de todo o Brasil amanheceram em luta neste 15 de maio, data que marca a primeira greve nacional contra políticas do governo Jair Bolsonaro (PSL), como os cortes na educação e a Reforma da … Continuar lendo Por que o Brasil está nas ruas pela educação?

Confusão de dados é proposital

Sem sucesso, ministro Weintraub tentou convencer estudantes e acadêmicos de que bloqueio seria de apenas 3,5%

Igor Carvalho

Brasil de Fato | São Paulo (SP), 14 de Maio de 2019 às 10:03

Com chocolates, ministro cita porcentagem bem menor de bloqueio nas universidades

Desde o último dia 30 de abril, quando o ministro da Educação Abraham Weintraub declarou que cortaria 30% do orçamento das universidades federais que provocarem “balbúrdia” em seus campi – citando a Universidade de Brasília (UnB), a Universidade Federal da Bahia (UFBA) e a Universidade Federal Fluminense (UFF) –, o tema da educação superior ocupou lugar de destaque nas discussões políticas no país.

Continuar lendo “Confusão de dados é proposital”

AG 22/04: Ato em defesa da autonomia da universidade

Nesta segunda-feira, dia 22 de abril de 2019 foi realizada a Assembleia Geral dos Docentes da Unifesp, com a seguinte pauta: 1) Discussão e organização de ato pela liberdade/autonomia acadêmica na Unifesp; 2) Informe sobre a questão financeira da Adunifesp-SSind (contribuição sindical); 3) Calendário de lutas (mobilização em 15/5); 4) Nova ação do vale-transporte.


E realizados os seguintes e respectivos encaminhamentos: 1) Indicativo de realização do ato para o dia 27 de maio a partir das 10h no campus São Paulo da Unifesp, com os seguintes convidado (a)s – Daniel Cara, Maria Benevides, Fabio Comparato, Elisaldo Carlini, representante da SBPC; moção de solidariedade à prof. Camila Marques (Instituto Federal de Goias) e prof. Gabriel Pimentel (Escola Estadual de Uberlândia) detidos de maneira arbitrária pela polícia, e ao prof. demitido no colégio Poliedro de São José dos Campos; 2) Seguir com a campanha de transição das formas de recolhimento/contribuição e formação de coletivos locais nos campi para ampliar a campanha junto aos docentes em seus departamentos; 3) Participar das manifestações do dia 1º de maio, junto às centrais sindicais e monitorar a organização do dia 15 de maio, com possíveis atividades nos campi; 4) Aprovado por unanimidade a abertura de noca ação para garantir o direito do vale transporte aos docentes.

Continuar lendo “AG 22/04: Ato em defesa da autonomia da universidade”