Entidades da Unifesp: 30 de Maio em defesa da educação!

NOTA CONJUNTA DAS ENTIDADES DA UNIFESP A FAVOR DA EDUCAÇÃO – ATO 30 DE MAIO Em apenas cinco meses de Governo Bolsonaro, ocorreu uma sucessão de ataques à Universidade Pública e à autonomia universitária. O contingenciamento de 30% nas Universidades Federais fará com que o ensino superior e as pesquisas fiquem estagnadas e, desse modo, não conseguiremos avançar em ensino, pesquisa e extensão. Esses cortes … Continuar lendo Entidades da Unifesp: 30 de Maio em defesa da educação!

MANIFESTO DOCENTES DA EPPEN

MANIFESTO DOS PROFESSORES DA ESCOLA PAULISTA DE POLÍTICA, ECONOMIA E NEGÓCIOS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO (UNIFESP, CAMPUS OSASCO) SOBRE AS DECLARAÇÕES DO MINISTRO DA EDUCAÇÃO ABRAHAM WEINTRAUB E SOBRE OS CORTES ORÇAMENTÁRIOS NA EDUCAÇÃO

Nós, professores da Escola Paulista de Política, Economia e Negócios (EPPEN), que ocupa o campus Osasco da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), expressamos nosso mais veemente repúdio aos atos do governo Bolsonaro no terreno da Educação. Repudiamos a decisão do MEC de cortar brutalmente as verbas destinadas a todos os níveis de ensino, mas, em especial, ao ensino superior. Esses cortes, como vem sendo amplamente noticiado, inviabilizarão muitas das atividades das universidades federais, impedindo que continuem em seu papel de geração de conhecimento, formação de profissionais nas mais diversas áreas e prestação de serviços diretamente à comunidade por meio de atividades de extensão.

Continuar lendo “MANIFESTO DOCENTES DA EPPEN”

Confusão de dados é proposital

Sem sucesso, ministro Weintraub tentou convencer estudantes e acadêmicos de que bloqueio seria de apenas 3,5%

Igor Carvalho

Brasil de Fato | São Paulo (SP), 14 de Maio de 2019 às 10:03

Com chocolates, ministro cita porcentagem bem menor de bloqueio nas universidades

Desde o último dia 30 de abril, quando o ministro da Educação Abraham Weintraub declarou que cortaria 30% do orçamento das universidades federais que provocarem “balbúrdia” em seus campi – citando a Universidade de Brasília (UnB), a Universidade Federal da Bahia (UFBA) e a Universidade Federal Fluminense (UFF) –, o tema da educação superior ocupou lugar de destaque nas discussões políticas no país.

Continuar lendo “Confusão de dados é proposital”