Arquivo diários:20 de maio de 2015

Nota de esclarecimento sobre o indicativo de greve da categoria docente da Unifesp e a greve nacional das IFES

Os docentes da Unifesp deliberaram tanto em suas assembleias locais, quanto na assembleia geral de 14 de maio de 2015 que não há, no momento mobilização suficiente para deflagração de greve. No entanto, também houve consenso de que estamos vivenciando uma crise nacional e local, com os cortes orçamentários que afetam diretamente o cotidiano da universidade, o que torna necessária a mobilização da categoria para dialogar, analisar a situação e tomar decisões conjuntas.

Desta forma, nesta mesma assembleia geral deliberou-se a construção da mobilização da categoria docente e, para tanto, os professores reunidos aprovaram o indicativo de greve sem data definida afim de construir o movimento, diagnosticar as dificuldades e construir estratégias de reivindicação das pautas locais e nacional.

Neste sentido, já foram convocadas novas assembleias locais em todos os campi da Unifesp – que ocorrem entre os dias 20 e 22 de maio de 2015 – e nova assembleia geral dos docentes para o dia 28 de maio de 2015, em que serão avaliados novamente os desdobramentos dos cortes orçamentários federais no contexto local e o chamado de greve nacional do ANDES-SN, para todas as universidades federais a partir de 28 de maio.

É preciso destacar que o posicionamento dos professores da Unifesp sobre as pautas locais e nacionais, inclusive sobre uma possível deflagração de greve é uma decisão exclusivamente tomada pela categoria, resultado de um movimento de mobilização frente às dificuldades encontradas no seu cotidiano universitário, avaliado e decidido de forma coletiva. A situação do movimento docente é dinâmica e o fato de numa AG ter sido avaliado que naquele momento não havia condição de se deflagar a greve, não quer dizer que ela não ocorrerá. Os docentes encontram-se em regime de Assembleia Permanente, como foi aprovado na AG do dia 14 de maio de 2015. Portanto, é preciso participar e acompanhar as próximas assembleias para apreciação do posicionamento da categoriasobre a greve nacional.

Diretoria Adunifesp-SSind