Projeto Univercine apresenta clássico Deus e o Diabo na Terra do Sol

Um dos maiores clássicos da história do cinema brasileiro, o filme Deus e o Diabo na Terra do Sol, obra de Glauber Rocha, é a atração de abril do Projeto Univercine. A sessão acontece neste sábado (20), às 14 horas, e a projeção será seguida de debate com a presença do professor Sandro Kobol Fornazari, do Departamento de Filosofia da Unifesp. A mediação é de Mauro Rovai. A entrada é franca e a classificação indicativa é 14 anos.

Desde 2010, uma parceria firmada entre a Unifesp e a Cinemateca realiza sessões educativas voltadas para a formação de público e à discussão dos principais temas relativos às ciências humanas. A Cinemateca fica no Largo Senador Raul Cardoso, 207, entre a Avenida Sena Madureira e o Metrô Vila Mariana. Mais informações no site www.cinemateca.gov.br, pelo telefone (11) 3512-6111 (ramal 215) ou pelo e-mail contato@cinemateca.org.br.

FICHA TÉCNICA E SINOPSE
Deus e o Diabo na Terra do Sol, de Glauber Rocha
Rio de Janeiro, 1964, 35mm, pb, 110’
Geraldo Del Rey, Yoná Magalhães, Othon Bastos, Maurício do Valle
Castigado pela seca e pela exploração, camponês sangra o latifundiário que o oprime. Ao lado da mulher, foge pelo sertão até encontrar um líder messiânico. O casal se torna seu discípulo, porém, tempos depois, a mulher se revolta e mata o religioso. Novamente à deriva, eles rumam pelo sertão e encontram, finalmente, um terrível cangaceiro, que está sendo perseguido por um matador de aluguel. Obra-prima do cinema brasileiro, clássico internacionalmente reconhecido, Deus e o Diabo na Terra do Sol é um exercício autoral no qual se misturam influências do cinema realista, do faroeste norte-americano, da literatura de cordel e da dramaturgia do teatro simbolista. Destaque para a música de Sérgio Ricardo, feita a partir do trovadorismo sertanejo e da poesia popular. Letreiros da artista plástica Lygia Pape.