Arquivo mensais:fevereiro 2018

1ª Roda de Conversa da Adunifesp-SSind

Todos os dias somos surpreendidos por mais um retrocesso e não é apenas força de expressão, está difícil acompanhar as perdas de direitos, duramente conquistados ao longo da história, e as violações nas mais diversas dimensões sociais e humanas desse nosso contexto político. Precisamos de um espaço para conversar sobre o que está acontecendo em nosso país! Para refletirmos sobre nossa função social enquanto docentes, para reorganizar nosso espaço que é a universidade, para resistir e enfrentar os ataques cotidianos e defender a democracia!

Para isso convidamos a TODOS e TODAS para a 1ª Roda de Conversa da Adunifesp-SSind no dia 17 de março de 2018 às 16h em nossa sede (r. Napoleão de Barros, 841). Após a conversa teremos uma confraternização!
Sintam-se a vontade para trazer convidados! Quanto mais pessoas dispostas a conversar melhor!
Contamos com a sua presença!
Adunifesp-SSind

01/03 – Ato em apoio ao prof. Elisaldo Carlini

A Adunifesp-SSind presta total solidariedade a nosso colega, professor emérito da Unifesp Elisaldo Carlini, que está sendo alvo de mais um ataque judicializante e criminalizante à Universidade Pública e à pesquisa científica no Brasil. O professor foi intimado a depor à polícia de São Paulo  sob a inaceitável acusação “de fazer apologia ao crime” devido à sua pesquisa.

Reconhecido nacional e internacionalmente por suas pesquisas na área de drogas psicotrópicas e de plantas medicinais; sua atuação ético-político-acadêmica na Universidade sempre esteve pautada em uma ação cidadã, de luta pela democracia, pela liberdade de pensamento e pela justiça e solidariedade social.

É COM ESSE MESMO COMPROMISSO QUE NÓS CONVIDAMOS TODA COMUNIDADE ACADÊMICA PARA O ATO EM APOIO AO PROF. CARLINI NO DIA 01/03 ÀS 12H NA ESCADARIA DO LEITÃO DA CUNHA (R. BOTUCATU, 740).

É hora de defendermos a democracia e a universidade! Chamamos toda a comunidade acadêmica da Unifesp a solidarizar-se com o professor Carlini e a repudiar a intimação feita pela Justiça.

Realização: Dep. Medicina Preventiva Unifesp / Apoio: Adunifesp-SSind

Nota de solidariedade ao prof. Dr. Elisaldo Carlini

A diretoria da Associação dos Docentes da Universidade Federal de São Paulo (Adunifesp-SSind) presta total solidariedade a nosso colega, professor emérito da Unifesp Elisaldo Carlini, que está sendo alvo de mais um ataque judicializante e criminalizante à Universidade Pública e à pesquisa científica no Brasil. O professor foi intimado a depor à polícia de São Paulo nesta quarta-feira (21), sob a inaceitável acusação “de fazer apologia ao crime” devido à sua pesquisa.

Continue lendo Nota de solidariedade ao prof. Dr. Elisaldo Carlini

Adunifesp-SSind presente na mobilização nacional contra a Reforma da Previdência

Nesta segunda-feira, dia 19 de fevereiro de 2018, dia nacional de mobilização contra a reforma da previdência a Associação dos Docentes da Unifesp esteve presente representando a categoria nessa importante defesa dos direitos dos trabalhadores no ato público na Av. Paulista que chegou a reunir 20 mil pessoas segundo as Frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular. O ato na capital paulista, que teve início às 16h em frente ao Masp, o Museu de Arte de São Paulo, terminou pacificamente, por volta das 19h.

Em todo o estado de São Paulo, o dia de paralisação teve adesão de categorias diversas, como os professores da rede estadual e municipal; metalúrgicos da região do ABC, Vale do Paraíba e Baixada Santista, químicos das cidades de Jundiaí e Campinas; bancários de São Paulo, Osasco e Região; além de petroleiros e eletricitários.

Durante a realização do ato, Eunício Oliveira (MDB-CE), presidente do Senado, anunciou a suspensão da tramitação da proposta, que já estava travada no Congresso Nacional por causa do decreto do governo federal de intervenção militar no estado do Rio de Janeiro — a lei afirma que não é possível alterar a Constituição Federal enquanto houver uma intervenção em curso.

Adunifesp-SSind

* Fonte: trechos publicados originalmente em matéria “Nossa aposentadoria é a nossa única garantia de futuro”, de 19/02/18 no jornal eletrônico Brasil de Fato.

Congresso do ANDES-SN aprova tese em apoio ao Hospital SP

A Associação dos Docentes da Universidade Federal de São Paulo (Adunifesp-SSind) participou do 37º Congresso do ANDES-SN com três delegados docentes na plenária e com apresentação de tese em defesa da federalização do Hospital São Paulo (HSP), em acordo com discussões em assembleias locais da Unifesp. E é com grande satisfação que devemos comemorar a aprovação da tese em defesa da federalização HSP, com reconhecimento de docentes representantes de associações e universidades de todo o Brasil, e fundamentalmente pelo compromisso estabelecido entre o ANDES-SN e a Adunifesp-SSind para incluir essa pauta na luta em âmbito nacional, garantindo ampliação do diálogo e força das iniciativas locais.

Continue lendo Congresso do ANDES-SN aprova tese em apoio ao Hospital SP

Nota de repúdio à extinção de 60 mil cargos públicos

A Associação dos Docentes da Universidade Federal de São Paulo ( Adunifesp-SSind) vem a público manifestar seu repúdio à extinção de mais de 60 mil cargos do serviço público pelo Decreto nº 9262/18, promulgado pelo governo em janeiro de 2018. O decreto extingue 60.923 cargos públicos, aquelas vagas não ocupadas serão extintas imediatamente e as que vierem a vagar não serão repostas, e ainda veda a abertura de novos concursos públicos para outros 58 cargos entre eles os de técnicos-administrativos em educação (TAE) das Instituições Federais de Ensino (IFE). Medida que afeta o serviço público de maneira geral com significativa diminuição de pessoal responsável pela oferta dos serviços públicos e especificamente a educação pública uma vez que, imediatamente, foram extintos cerca de 4 mil cargos de TAE das IFE e 70 cargos de professores do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT). É mais uma ataque frontal aos serviços públicos, que acaba por afetar toda a população dependente de sua oferta.

Adunifesp-SSind

Nota de repúdio às alterações nos planos de saúde dos servidores públicos federais

A Associação dos Docentes da Universidade Federal de São Paulo (Adunifesp-SSind) vem a público manifestar seu repúdio às alterações realizadas pelo governo nas regras do sistema de saúde dos servidores públicos federais. A nova portaria editada no dia 18 de janeiro de 2018 estabelece novas diretrizes e parâmetros para o custeio das empresas estatais federais sobre benefícios de assistência à saúde aos empregados, todas elas retirando os direitos conquistados pelos trabalhadores: 1) novos servidores públicos concursados não terão mais direito ao plano de saúde; 2) os servidores na ativa terão que se adaptar às novas regras dentro do período de quatro anos; 3) entre os dependentes só poderão permanecer os filhos e companheiros conjugais, os pais terão que ser definitivamente excluídos; 4) o governo passará a arcar com 50% dos custos (atualmente o governo arca com cerca de 75% dos custos); 5) serão proibidos acordos coletivos de trabalho em relação aos planos de saúde. É mais um ataque aos servidores públicos que deve ser repudiado e combatido!

Adunifesp-SSind

Esclarecimento sobre o reajuste salarial docente e a vitória parcial sobre a MP 805

A Associação dos Docentes da Universidade Federal de São Paulo (Adunifesp-SSind) vem a público esclarecer, em razão dos inúmeros questionamentos que temos recebido acerca do conteúdo da Medida Provisória 805 e de sua suspensão em caráter liminar, que a categoria dos servidores docentes do ensino superior federal conquistou reajuste salarial em mobilização no ano de 2015, acordo que fora definido por lei em 2016 (Lei 13.325/2016) nos seguintes termos gerais: 1) aumento linear (igual para todos os docentes, independente do nível e classe da carreira) de 10,8%, dividido em duas parcelas, a primeira paga em agosto de 2016 e a segunda em janeiro de 2017; 2) aumento não linear (acompanham a reestruturação da carreira por isso variam de acordo com nível, classe e regime de dedicação do docente) dividido em três parcelas, agosto de 2017, agosto de 2018 e agosto de 2019.

Continue lendo Esclarecimento sobre o reajuste salarial docente e a vitória parcial sobre a MP 805