Arquivo mensais:Março 2014

Adunifesp realiza primeira Assembleia Geral de 2014 nesta quarta (26)

A primeira Assembleia Geral dos Docentes da Unifesp de 2014 será realizada nesta quarta-feira, 26 de março, e vai debater a retomada da mobilização docente em todo o país. O 33º Congresso do ANDES-SN indicou a intensificação da luta pela restruturação da carreira, salários e condições de trabalho, além de uma rodada de assembleias docentes nas universidades federais entre os dias 24 e 28 de março. Já nos dias 29 e 30 de março, o Setor das Instituições Federais de Ensino (IFES) se reunirá em Brasília para discutir o quadro nacional e deliberar sobre o futuro das mobilizações e da luta conjunta com os Servidores Públicos Federais.

A plenária acontece das 12 às 14 horas, no Anfiteatro A do campus São Paulo da Instituição. Além da mobilização docente, a Assembleia Geral também discutirá outros temas como a repactuação da Unifesp e o recadastramento no Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos (Siape).

Assembleia Geral dos Docentes da Unifesp
Quando: Quarta-feira, 26 de março, das 12 às 14 horas
Onde: Anfiteatro A do campus São Paulo
Pauta:
1) Informes
2) Mobilização nacional de docentes e dos Servidores Públicos Federais
3) Repactuação da Unifesp
4) Recadastramento no Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos (Siape)

Participe!

Adunifesp lamenta falecimento do pai da professora Zezé

É com pesar que a Adunifesp comunica que faleceu nesta segunda-feira, 17 de março, o senhor Braz Fernandes Gallego, pai da ex-presidente da Associação dos Docentes da Unifesp, Maria José Fernandes, a Zezé. A cremação aconteceu hoje (18) no cemitério da Vila Alpina, na cidade de São Paulo. A diretoria da Adunifesp-SSind. presta condolências e se solidariza à Zezé, sua família e amigos nesse momento difícil.

19 de março: Servidores Federais realizam Dia Nacional de Mobilização

Por todo o país, as seções sindicais do ANDES-SN realizam rodadas de assembleias gerais para definir as atividades da próxima quarta-feira

Na próxima quarta-feira (19), os professores federais de todo o país se unem às demais categorias do funcionalismo público para marca o Dia Nacional de Mobilização, definido pelo Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (SPF). A atividade foi incluída no calendário de mobilização do Setor das Ifes do ANDES-SN, como um dia nacional de paralisação.

Por todo o país, as seções sindicais do ANDES-SN realizam rodadas de assembleias gerais nesta semana para definir as atividades que serão realizadas na quarta-feira (19), Dia Nacional de Paralisação dos docentes das Instituições Federais, em conjunto com outras categorias dos SPF. Em Brasília, um grande ato será realizado na Esplanada dos Ministérios para marcar a data e cobrar do governo federal resposta à pauta unificada dos SPF, já protocolada em janeiro.

“Em todos os estados, os docentes estão organizando diversas atividades como debates, aulas públicas, passeatas, panfletagem para conscientizar a população sobre a pauta conjunta dos SPF e também as reivindicações específicas dos professores das Instituições Federais”, conta Paulo Rizzo, 1º secretário do ANDES-SN.

Segundo o diretor do Sindicato Nacional, em Brasília será realizado um grande ato em frente ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (Mpog), com concentração a partir das 9 horas. “Iremos cobrar a negociação efetiva da pauta unificada apresentada ao Governo Federal e resposta à solicitação de audiência com a ministra Miriam Belchior, pois até o momento não recebemos retorno do compromisso firmado na última reunião com representantes do Planejamento”, explica Rizzo.

No início de fevereiro, durante manifestação em frente ao Mpog, dirigentes das entidades que compõem o Fórum dos SPF foram recebidos pelo chefe de gabinete da Secretaria-Executiva do Planejamento, André Bucar, além do secretário de Relações do Trabalho, Sérgio Mendonça, e sua equipe técnica.

Mendonça e Bucar se comprometeram em apresentar uma resposta oficial, até o início março, à pauta dos SPF, protocolada no dia 24 de janeiro. Os representantes do Planejamento também buscariam articular uma reunião entre as entidades nacionais dos servidores e a ministra Miriam Belchior.

O coordenador da CSP-Conlutas, Paulo Barela, destaca que entre as bandeiras de luta do funcionalismo público federal, estão a implementação de uma política salarial (que não foi implementada até hoje), com correção de perdas; defesa do serviço público e contra qualquer tipo de reforma que signifique retirada de direitos; mais verbas para a educação e a saúde; luta contra ações de governo que signifiquem privatização no setor púbico, como o Funpresp e a Ebserh.

Barela ponderou que não está descartada a possibilidade de construção de uma grande greve do funcionalismo público. “Os servidores se preparam para um processo importante de luta. Os técnicos administrativos das universidades federais já definiram greve a partir do dia 17, segunda-feira. Há um chamamento do Fórum das Entidades dos SPF para realizarmos um grande ato em Brasília no dia 19 e temos a possibilidade concreta de um processo de construção de uma greve, que pode se unificar no decorrer do mês de abril”, avalia. O dirigente pondera ainda que tal reação de resistência se faz necessária diante do descaso dos governos com as reivindicações da classe trabalhadora.

Agenda

Na tarde do dia 19, após o ato, haverá uma reunião ampliada do Fórum das Entidades para discutir os próximos passos da Campanha Salarial. Será elaborada ainda uma carta-aberta à população com intuito de dialogar sobre a falta de políticas sociais do governo para o serviço público. Desta maneira, pretende-se estreitar as demandas dos servidores públicos com as necessidades mais sentidas do povo trabalhador.

Já na sexta-feira (21), será realizada em São Paulo a reunião ampliada da Coordenação Nacional da CSP-Conlutas. No dia seguinte (22), acontecerá, também na capital paulista, o Encontro do Espaço Unidade e Ação, sob o lema “Reforçar a unidade para fortalecer a luta. Basta de privilégios para a Fifa, grandes empresas e bancos. Queremos saúde, educação, transporte público, moradia e respeito aos diretos do povo”.

Diversas organizações e movimentos sindicais, populares, culturais, da juventude de luta contra as opressões devem participar do encontro, que tem como objetivo avançar na construção da unidade para fortalecer as lutas que estão em curso e as que virão, bem como para buscar a unificação dos calendários e bandeiras e realizar grandes manifestações durante o período da Copa do Mundo.

Confira os eixos da Campanha Unificada dos SPF:

– Definição de data-base (1º de maio);
– Política salarial permanente com reposição inflacionária, valorização do salário base e incorporação das gratificações;
– Cumprimento por parte do governo dos acordos e protocolo de intenções firmados;
– Contra qualquer reforma que retire direitos dos trabalhadores;
– Retirada por PL’s, MP’s, decretos contrários aos interesses dos servidores públicos;
– Paridade e integralidade entre ativos, aposentados e pensionistas;
– Reajuste dos benefícios;
– Antecipação para 2014 da parcela de reajustes de 2015.

Fonte: ANDES-SN

ANDES-SN divulga relatório final do 33º Congresso

A diretoria do ANDES-SN divulgou nesta quarta-feira (12) o relatório final do 33º Congresso do ANDES-SN. O documento foi enviado às Seções Sindicais e secretarias Regionais através da Circular nº 35/2014 (confira aqui). O documento traz a consolidação de todas as deliberações aprovadas no encontro e que orientarão as lutas e do Sindicato Nacional no ano de 2014.

Instância máxima deliberativa da categoria organizada no ANDES-SN, a 33ª edição do Congresso da entidade aconteceu entre os dias 10 e 15 de fevereiro, em São Luís (MA), e reuniu 450 participantes, entre delegados, observadores e diretores nacionais. Leia aqui o relatório.

Fonte: ANDES-SN

ANDES-SN divulga Carta de São Luís

Documento síntese do 33º Congresso do ANDES-SN, a Carta de São Luís foi divulgada nesta terça-feira (25) através da Circular nº 21/2014. O documento traz um resumo dos temas e deliberações do encontro realizado na capital maranhense. Entre os dias 10 e 15 de fevereiro, 450 docentes, representantes de Seções Sindicais de todo o país, estiveram reunidos na Universidade Federal do Maranhão (UFMA) para discutir e deliberar sobre os planos de lutas para 2014 do Sindicato Nacional.

Confira aqui a íntegra da Carta de São Luís

Fonte: ANDES-SN

ANDES-SN divulga agenda de mobilização nas Federais

A diretoria do ANDES-SN divulgou nesta terça-feira (18), o calendário de ações aprovado, no último sábado (15), pelos delegados do 33º Congresso do Sindicato Nacional. A agenda prevê rodadas de assembleias gerais nas seções sindicais, um dia nacional de paralisação em 19 de março e reunião do setor dos docentes das Instituições Federais de Ensino (Ifes), nos dias 29 e 30 de março (confira aqui a convocação).

Segundo Luiz Henrique Schuch, o resultado do 33º Congresso para o Setor das IFES, em síntese, foi uma grande conclamação à mobilização da categoria, na luta pela reestruturação da carreira docente, salário e condições de trabalho.

“A retomada ou não da greve ainda não está definida. Será decidida a partir das deliberações das assembleias. Assim como todas as ações do Sindicato Nacional, essa também se pauta na decisão da base. O que apontamos no momento é pautar o debate”, reforça o vice-presidente do ANDES-SN, apontando que veículos de imprensa tem noticiado de forma distorcida a deliberação do 33º Congresso, informando que os professores entrarão em greve em março.

Confira abaixo o cronograma aprovado:

– Entre 24 e 28 de fevereiro – protocolar a pauta dos docentes das IFE no Ministério da Educação, com cópia para o MPOG, solicitando audiência com o Ministro da Educação;

– Entre 10 e 14 de março – enviar para as seções sindicais InformANDES especial, frente e verso, para mobilização da categoria;

– De 10 a 18 de março – rodada de Assembleias Gerais das seções sindicais do Setor, para discutir a mobilização da categoria, deliberar sobre a paralisação do dia 19 e atualização da pauta local;

– De 13 a 18 de março – indicar às seções sindicais que articulem com as demais entidades reuniões/atividades dos Fóruns de Servidores Públicos Federais em seus Estados;

– Dia 19 de março – Dia Nacional de paralisação dos docentes das IFE com atividades de mobilização;

– Dia 19 de março – Ato Público em Brasília;

– Dia 21 de março – Reunião ampliada da Secretaria Executiva Nacional da CSP-CONLUTAS, em São Paulo;

– Dia 22 de março – Encontro do Espaço de Unidade e Ação, em São Paulo;

– Entre 24 e 28 de março – Rodada de Assembleias Gerais das seções sindicais do Setor para discussão da retomada da greve, soma de forças com os SPF e indicação de propostas sobre estratégias de luta/negociação;

– Dia 27 de março – Propor às demais entidades a realização de reunião do Fórum das Entidades Nacionais dos SPF.

– Dias 29 e 30 de março – Reunião do Setor das IFES, em Brasília, pautando a retomada da greve dos docentes, a greve unificada e a definição das estratégias de luta e negociação.

Fonte: ANDES-SN

ANDES-SN tem audiência com o MEC na próxima terça (18)

Reunião foi agendada após protocolo da pauta de reivindicações dos docentes das IFE

O ANDES-SN recebeu nesta quarta-feira (12) a confirmação da audiência com representantes do Ministério da Educação (MEC), solicitada no documento de protocolo da pauta de reivindicações dos docentes das Instituições Federais (confira aqui). A reunião acontecerá na próxima terça-feira (18), às 16 horas.

No encontro, que será o primeiro após a mudança da equipe ministerial do MEC, a diretoria do Sindicato Nacional apresentará a pauta aprovada no 33º Congresso do ANDES-SN, realizado em São Luís (MA), no mês de fevereiro. No encontro, os delegados reafirmaram a pauta de 2013, destacando as condições de trabalho, reestruturação da carreira docente, valorização salarial de ativos e aposentados e respeito à autonomia universitária, uma vez que, no ano passado, o governo federal, além de não atender às reivindicações do movimento docente, seguiu aprofundando as distorções na carreira, com a publicação de medida provisória.

“Esperamos que o MEC apresente disposição para negociar, com respostas objetivas às nossas reivindicações. A categoria esta indignada com a falta de resposta por parte do governo, que não demonstrou, em nenhuma reunião no ano de 2013, espaço para negociação efetiva da nossa pauta”, comenta Marinalva Oliveira, presidente do ANDES-SN.

Mobilização Nacional – 19 de março
Como parte do plano de lutas para os professores federais, os delegados do 33º Congresso aprovaram uma intensa agenda de mobilização e também articulação da luta com os demais servidores públicos federais (SPF). Leia aqui o Informandes Especial do Setor das Ifes.

Por todo o país, as seções sindicais do ANDES-SN estão realizando rodadas de assembleias gerais nesta semana para definir as atividades que serão realizadas na quarta-feira (19), Dia Nacional de Paralisação dos docentes das Ifes, em conjunto com outras categorias dos SPF. Em Brasília, um grande ato será realizado na Esplanada dos Ministérios para marcar a data e cobrar do governo federal resposta à pauta unificada dos SPF, já protocolada em janeiro.

Confira abaixo a agenda do Setor das Ifes:
– Entre 24 e 28 de fevereiro – protocolar a pauta dos docentes das IFE no Ministério da Educação, com cópia para o MPOG, solicitando audiência com o Ministro da Educação;
– Entre 10 e 14 de março – enviar para as seções sindicais InformANDES especial, frente e verso, para mobilização da categoria;
– De 10 a 18 de março – rodada de Assembleias Gerais das seções sindicais do Setor, para discutir a mobilização da categoria, deliberar sobre a paralisação do dia 19 e atualização da pauta local;
– De 13 a 18 de março – indicar às seções sindicais que articulem com as demais entidades reuniões/atividades dos Fóruns de Servidores Públicos Federais em seus Estados;
– Dia 19 de março – Dia Nacional de paralisação dos docentes das IFE com atividades de mobilização;
– Dia 19 de março – Ato Público em Brasília;
– Dia 21 de março – Reunião ampliada da Secretaria Executiva Nacional da CSP-CONLUTAS, em São Paulo;
– Dia 22 de março – Encontro do Espaço de Unidade e Ação, em São Paulo;
– Entre 24 e 28 de março – Rodada de Assembleias Gerais das seções sindicais do Setor para discussão da retomada da greve, soma de forças com os SPF e indicação de propostas sobre estratégias de luta/negociação;
– Dia 27 de março – Propor às demais entidades a realização de reunião do Fórum das Entidades Nacionais dos SPF.
– Dias 29 e 30 de março – Reunião do Setor das IFES, em Brasília, pautando a retomada da greve dos docentes, a greve unificada e a definição das estratégias de luta e negociação.

Fonte: ANDES-SN