Arquivo mensais:junho 2013

Univercine apresenta documentário Esperando Telê neste sábado, 29 de junho

O documentário Esperando Telê será a próxima atração do Projeto Univercine. Tendo como fio condutor da história a carreira e a contraditória personalidade do mestre Telê Santana, o filme constrói um retrato contundente do futebol brasileiro, captando o momento histórico vivido pelo país nos anos 1990. A projeção será seguida de debate com a presença dos dois diretores, Rubens Rewald e Tales Ab’Saber, e a mediação será de Mauro Rovai. A sessão será no sábado, dia 29 de junho, às 14 horas. A entrada é franca e a classificação indicativa é livre.

Desde 2010, uma parceria firmada entre a Unifesp e a Cinemateca realiza sessões educativas voltadas para a formação de público e à discussão dos principais temas relativos às ciências humanas. A Cinemateca fica no Largo Senador Raul Cardoso, 207, entre a Avenida Sena Madureira e o Metrô Vila Mariana. Mais informações no site www.cinemateca.gov.br, pelo telefone (11) 3512-6111 (ramal 215) ou pelo e-mail contato@cinemateca.org.br.

FICHA TÉCNICA E SINOPSE
Esperando Telê, de Rubens Rewald e Tales Ab’Saber
São Paulo, 2009, vídeo digital, cor, 96′ | Exibição em DVD
“Um documentário nada convencional sobre o futebol e o Brasil dos anos 1990. A partir da emblemática figura do treinador Telê Santana, ícone de uma era de transição do futebol, o filme capta o momento político vivido pelo país, as mudanças de mentalidade e comportamento, a descrença generalizada na Era Collor e as crises da economia”.

Em nova reunião com o MEC, ANDES-SN cobra avanço no diálogo sobre carreira

A importância da abertura de negociações sobre a reestruturação da carreira foi enfatizada pelos representantes do ANDES-SN durante reunião realizada nesta quinta-feira (20) com o secretário de Educação Superior do Ministério da Educação (Sesu/MEC), Paulo Speller. A presidente do ANDES-SN, Marinalva Oliveira, cobrou do secretário uma resposta sobre a questão que retorna à mesa pela quinta vez neste ano, sem avanços. “Já realizamos várias reuniões com o MEC e a Sesu e não houve avanço. Já apresentamos nossa pauta, aprovada no nosso 32º Congresso em março, solicitamos informações ao Ministério para avançarmos na discussão e a Sesu não responde”, cobrou.

Marinalva lembrou ao secretário da Sesu que no próximo mês será realizado o 58º Conselho do ANDES-SN (Conad), no qual os docentes farão a avaliação e atualização do plano de lutas do Sindicato para o segundo período. “Até o momento, a nossa percepção é que não houve avanços em relação a abertura de diálogo para discutirmos a possibilidade de implementação do plano de carreira defendido pelo ANDES-SN, construído a partir de intenso debate na base, e isso será levado para a categoria no encontro”, apontou a presidente da entidade, reforçando que a expectativa do ANDES-SN é que o Ministério da Educação seja o protagonista desta discussão.

Em resposta, Speller reconheceu ainda estar se apropriando de todo o processo ocorrido no período anterior, mas sinalizou a abertura de um diálogo. “Esta é uma questão importante. Tenho disponibilidade em discutir a carreira no âmbito da Sesu, reportando ao Ministro da Educação o resultado. Desejo conhecer a proposta do ANDES-SN”, afirmou. O secretário se dispôs a acompanhar, na sede do sindicato em Brasília, uma apresentação detalhada sobre a proposta do ANDES-SN para a carreira do magistério federal no mês de agosto.

Durante a reunião, a Medida Provisória 614/2013, editada pelo governo para corrigir a Lei 12.772/2012, que altera a carreira docente, foi pautada. Na avaliação do Sindicato Nacional e também para o secretário da Sesu, esta MP reabre a possibilidade de debate sobre a carreira.

Luiz Henrique Schuch, 1º vice-presidente do Sindicato Nacional, observou que o ANDES-SN defende organização estrutural da carreira a partir conceitos claros e estáveis, a serem expressos no texto da Lei, o que exige uma mudança de postura do governo, inclusive a respeito da MP 614/2013, assumindo a disposição de reverter as inconsistências impostas.

Dados

No último encontro entre a Sesu e o ANDES-SN, em maio, o Sindicato Nacional solicitou informações do levantamento realizado junto às universidades pela Secretaria. Na reunião desta quinta (20), uma série de dados foram entregues e serão avaliados pelo Sindicato, inclusive no sentido de conferir se correspondem aos que vinham sendo cobrados pela entidade. “É preciso marcar outra reunião, antes da realização do Conad, para discutir os dados apresentados e podermos avançar”, reforçou Marinalva.

Fonte: ANDES-SN