Arquivo diários:20 de maio de 2012

Diretoria do ANDES-SN para o biênio 2012-2014 é eleita com 90% dos votos

Mais de 10.000 docentes de universidades de todas as regiões do país participaram da eleição da diretoria do ANDES-SN para o biênio 2012-2014. A Chapa 1 “Trabalho Docente e Movimento Social”, única no processo, foi eleita com 90,6% dos votos das professoras e professores que compareceram às urnas nos dias 8 e 9 de maio. Do total de 10.460 votantes, 9.476 votaram na chapa única; 643, em branco (6,15%); e 341, nulos (3,26%). A votação na Unifesp contou com a participação de 103 docentes, sendo 99 para a Chapa 1, quatro em branco e nenhum voto nulo. Resultado similar às últimas eleições do ANDES-SN na Instituição.

A presidente eleita, Marinalva Silva Oliveira, da Associação dos Docentes da Universidade Federal do Amapá – Adunifap Seção Sindical, assume o cargo pela primeira vez. Ela é mestre e doutora em Psicologia, com pesquisas direcionadas à inclusão escolar e social de pessoas com deficiência. Para o cargo de secretário-geral, foi reeleito o professor Márcio Antônio de Oliveira, da Associação dos Professores da Universidade Federal de Juiz de Fora – Apes-JF Seção Sindical, que também já foi presidente do Sindicato (1992-1994). Já o cargo de 1º tesoureiro será ocupado por Fausto Camargo Jr., da Seção Sindical dos Docentes do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais – Sindcefet-MG. Outros 80 docentes ligados a instituições de ensino superior de todas as regiões do país compõem o grupo que dirigirá o Sindicato Nacional no biênio 2012-2014.

A Unifesp estará representada na nova diretoria pelas docentes Ana Maria Estevão, do campus da Baixada Santista, e Betânia Libânio Dantas de Araújo, do campus Guarulhos. A posse da nova diretoria está marcada para o dia 21 de junho, em Parnaíba (PI), durante a abertura do 57º CONAD do ANDES-SN, que tem por tema “Defesa da Universidade Pública e do ANDES-SN, Autonomia, Democracia, Financiamento e Condições de Trabalho”.

Duas chapas se inscreveram para disputar as eleições, durante o 31º Congresso da categoria docente, realizado em Manaus (AM), em janeiro deste ano. Entretanto, apenas a Chapa 1 “Trabalho Docente e Movimento Social” teve seu pedido de registro homologado pela Comissão Eleitoral Central – CEC, por ter cumprido as exigências regimentais. A Chapa 2 “ANDES-SN para os professores” teve sua homologação indeferida pela CEC por conter dois nomes de candidatos não sindicalizados ao ANDES-SN e porque alguns de seus representantes candidataram-se por regionais diversas da base em que estão filiados.

(Matéria editada a partir da original do ANDES-SN)