Arquivo mensais:agosto 2011

Univercine exibe filmes do diretor Wagner Morales e realiza bate-papo com cineasta

A sessão de agosto do Projeto Univercine exibe neste sábado (20), os documentários Na Lona, curta-metragem sobre o mundo do boxe amador, e Preto Contra Branco, média-metragem sobre uma partida de futebol de várzea que ocorre há mais de trinta anos na favela de Heliópolis. Após a projeção, o público terá a oportunidade de conversar com o diretor das obras Wagner Morales e com o jornalista Ivan Marsiglia, bacharel em Ciências Sociais e editor assistente do caderno Aliás do jornal O Estado de S. Paulo, responsável pelo argumento e roteiro do filme Preto Contra Branco. A mediação será do professor Mauro Rovai.

Desde 2010, uma parceria firmada entre a Unifesp e a Cinemateca realiza sessões educativas acadêmico-culturais voltadas para a formação de público e à discussão dos principais temas relativos às ciências humanas. A Cinemateca fica no Largo Senador Raul Cardoso, 207, entre a Avenida Sena Madureira e o Metrô Vila Mariana. Mais informações pelo telefone (11) 3512-6111 (ramal 215) ou pelo e-mail contato@cinemateca.org.br. A atividade é gratuita e a classificação indicativa desta sessão é 12 anos.

FICHAS TÉCNICAS E SINOPSES:
Na Lona, de Wagner Morales
São Paulo, 2002, 35mm, cor, 26’
Documentário sobre o mundo do boxe amador. Acompanhando o treinamento de dois lutadores novatos de São Paulo, que acabarão por se enfrentar no Campeonato Estadual, o filme expõe suas expectativas e sonhos e a dura realidade dos confrontos. Depoimentos de lutadores veteranos, anônimos e campeões mundiais traçam um retrato fiel desse esporte, ao mesmo tempo belo, cruel e violento.

Preto Contra Branco, de Wagner Morales
São Paulo, 2004, 35mm, cor, 54’
A partida de futebol “Preto Contra Branco” é um duelo varzeano que acontece há mais de 30 anos na periferia de São Paulo, opondo um time formado apenas por negros a outro formado apenas por brancos, em uma alegoria da diversidade racial do Brasil. Ambos os times reúnem moradores do bairro de São João Clímaco e da favela de Heliópolis, na zona sul da capital. Desconhecida de grande parte da população da cidade, esta tradicional disputa futebolística é o foco deste documentário. Com a participação e colaboração ativa do cantor Rappin’ Hood, a produção se concentra na semana de preparação para a partida e a toma como referência para discutir o preconceito racial no Brasil. Filme produzido no âmbito do programa DocTV, do Ministério da Cultura e da TV Cultura.

Setor das Ifes do ANDES-SN aprova indicativo de greve nacional da categoria

Por Renata Maffezoli
ANDES-SN

Após avaliar os resultados da rodada nacional de assembléias gerais das seções sindicais, os representantes do Setor as Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes) do ANDES-SN aprovaram, por unanimidade, indicativo de greve nacional. A decisão foi tomada no sábado (13/8), na reunião do Setor, que contou com a participação de 38 docentes, de 27 seções sindicais.

Durante a última semana, os professores das Ifes realizaram assembleias nas universidades para avaliar a proposta apresentada pelo governo no dia 9/8, que compreende a incorporação da Gratificação Específica do Magistério Superior (Gemas) ao vencimento básico (VB) e a disposição de tratar a correção das distorções no enquadramento dos docentes, eventualmente ocorridas no momento da criação da classe de professor associado.

Avaliação geral

Apesar de reconhecer o movimento positivo do governo, para os docentes, a proposta colocada na mesa pelo MP, após meses de protelações, é insuficiente. Embora tenha proposto incorporar a Gemas discutir a correção das diferenças decorrentes após a criação da classe de professor associado, o governo ignora várias reivindicações significativas da categoria.

Além de não reorganizar a malha salarial, não valoriza o piso do magistério superior e ainda congela a remuneração da tabela salarial pelo menos até o início de 2013. Também não prevê a incorporação da Retribuição por Titulação (RT) e não contempla os professores aposentados.

A proposta apresentada pelo MP não enfrenta a questão da desvalorização da atividade docente frente a outras categorias do funcionalismo público federal e também não repara as distorções internas existentes na evolução da própria carreira do magistério superior. Ao contrário, em alguns aspectos as acentua como, por exemplo, ao deixar de lado os professores do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (Ebtt), parte da base do ANDES-SN.

Próximos passos

O Setor indicou ainda nova rodada de assembléias gerais das seções sindicais, de 17 a 19 de agosto, tendo como pontos de pauta a avaliação do resultado da mesa de negociações agendada com Ministério do Planejamento para 15/8 e o debate a respeito da data para o início da greve nacional da categoria. Uma nova reunião do Setor das Ifes está convocada para o dia 20/8, na sede do ANDES-SN.

Outras Lutas

O representante do Comando Nacional de Greve (CNG) da Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores em Educação das Universidades Brasileiras (Fasubra), Rogério Marzola, compareceu à reunião do Setor das Ifes para fazer um relato das últimas atividades da greve dos técnicos administrativos (TAE), que já dura mais de dois meses.

A Fasubra realizou na última semana um acampamento na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, onde reuniu mais de 1300 TAE de todo o país. Os trabalhadores fizeram uma série de atos em frente ao Ministério da Educação (MEC) e do Planejamento (MP) para tentar sensibilizar o governo a retomar as discussões em torno da pauta de reivindicações da Fasubra.

Dirigentes da entidade e membros do CNG foram recebidos pelo ministro da Educação, Fernando Haddad, que reafirmou seu papel de mediador e se comprometeu a conversar com Miriam Belchior, do MP, no sentido de tentar reabrir as negociações entre a Fasubra e o governo, interrompidas desde o início da paralisação em 6 de junho.

Proposta do governo congela tabela salarial por dois anos

A proposta apresentada pelo secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento (MP), Duvanier Paiva, na última reunião com o ANDES-SN (9/8) congela o valor da remuneração na tabela salarial, traz um impacto financeiro nulo para grande parte da categoria e aumenta as distorções entre as carreiras dos professores de terceiro grau e do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (Ebtt).

Em termos financeiros, apesar da alteração no valor do Vencimento Básico (VB), a remuneração segue a mesma para quase toda a categoria, independente do regime de trabalho ou titulação. Isso porque a incorporação da Gratificação por Exercício do Magistério Superior (Gemas) ao VB, nos mesmos valores que já vinham sendo pagos, mantém o total inalterado e repercute somente em parcelas variáveis, calculadas sobre o VB, como anuênio, insalubridade e periculosidade. Vale lembrar que o anuênio foi extinto em março de 1999, sendo pago apenas aos servidores que gozavam do benefício até aquela data, e nos mesmos percentuais da época.

Sob o aspecto conceitual representa um ganho para o movimento, diminuindo uma linha no contracheque, ao eliminar justamente a gratificação de caráter produtivista, um dos pontos mais criticados pelo Sindicato Nacional.

No entanto, a incorporação da Gemas ao VB, sem que seja incorporada também a Gratificação de Atividade Docente de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (Gedbt), afastaria ainda mais a carreira dos docentes do terceiro grau da carreira dos docentes da Ebtt.

Contraproposta do ANDES-SN

A contraproposta emergencial apresentada pelo Sindicato Nacional está organizada conforme os termos aprovados no 56º Conad e com os ajustes feitos na última reunião do Setor das Ifes (3/8). Prevê a incorporação das duas gratificações e a organização da Tabela Remuneratória a partir da valorização do piso e com degraus constantes.

O valor tomado como referência para a remuneração inicial na carreira para o docente graduado com jornada de 20 horas é R$ 2194,76 – valor do salário mínimo necessário de janeiro de 2011, calculado pelo Dieese.

Considerando que não foi possível negociar neste momento a alteração da estrutura atual da carreira de 17 níveis, o interstício entre os níveis foi ajustado em degraus de 3%. A remuneração por titulação e por regime de trabalho também segue percentuais constantes na proposta do movimento docente.

Fonte: ANDES-SN (www.andes.org.br)

Após pressão do movimento docente, governo apresenta proposta

Por Renata Maffezoli
ANDES-SN

As direções do ANDES-SN e do Proifes se reuniram na noite desta terça-feira (9/8) com o Secretário de Recursos Humanos, Duvanier Paiva, para mais uma rodada de negociação. O encontro estava previsto para às 17h, mas foi adiado pelo representante do governo, pois a agenda do Ministério do Planejamento (MP) estava conturbada por uma série de reuniões, inclusive uma com a chefe da pasta, Miriam Belchior, que deveria acontecer às 15h, e acabou transferida para às 18h.

O encontro, que teve início às 21h20, durou cerca de uma hora e meia. Depois de uma série de reuniões sem qualquer avanço, finalmente o governo apresentou uma proposta, que compreende dois pontos: a incorporação da Gratificação Específica do Magistério Superior (Gemas) ao vencimento básico (VB) e a disposição de tratar a correção das distorções no enquadramento dos docentes, eventualmente ocorridas no momento da criação da classe de professor associado. Além disso, recuou da idéia de introduzir a classe de professor sênior neste momento da negociação.

Paiva ressaltou, no entanto, que todas as propostas trazidas à mesa, durante as negociações, inclusive a da criação da classe sênior voltarão a ser discutidas, em médio prazo, no debate sobre a reestruturação da carreira.

Ficou evidente na reunião que o governo mantém cristalizado, pelos próximos dois anos, o salário dos professores, representado atualmente pela composição remuneratória VB, Retribuição por Títulação (RT) e Gemas.

A proposta de incorporação da Gemas apresentada pelo MP tem repercussão financeira pontual, uma vez que só tem efeito quando o professor possui algum direito calculado sobre o VB, como é o caso dos resíduos de anuênios.

O ANDES-SN insistiu na necessidade da reorganização da tabela de salários, a partir da valorização do piso e reafirmou que todos os pontos negociados devem ser estendidos aos docentes do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT) e aos aposentados.

Ao final do encontro, o representante do MP declarou que levará a discussão aos demais setores do governo e fará estudos e cálculos do impacto das propostas apresentadas pelos representantes dos docentes. Uma nova reunião foi agendada para segunda-feira, dia 15, às 19h. Confira aqui o relatório da reunião.

O Sindicato Nacional aguarda agora as deliberações da rodada de assembleias extraordinárias previstas para acontecer nos próximos dias nas seções sindicais. Com base no resultado desta última reunião com o MP, os docentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes) irão definir os rumos da mobilização. No dia 13/8, representantes do Setor das Ifes se reúnem em Brasília para avaliar o movimento e encaminhar as decisões tiradas nas plenárias.

Adunifesp realiza Assembleias para discutir salário e carreira entre 10 e 12 de agosto

Desde a última semana, docentes de dezenas de universidades federais vêm se mobilizando e debatendo como reagir às seguidas negativas do Governo Federal às suas reivindicações. Uma rodada de Assembleias será realizada pela Adunifesp-SSind. entre os dias 10 e 12 de agosto para debater a atual negociação salarial e da carreira entre o ANDES-SN e o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG).

Até o momento o Governo não apresentou qualquer índice de reajuste salarial para os docentes das federais em 2011. A situação é grave já que o projeto de lei orçamentária para 2012 precisa ser apresentado ao Congresso Nacional até o dia 31 de agosto. Há alguns meses representantes ANDES-SN estão se reunindo com o MPOG, mas fica cada vez mais explícito que o Governo não aceita uma negociação salarial efetiva e menos ainda mudanças em seu projeto de reestruturação da carreira dos docentes das federais. Nesta terça-feira, 9 de agosto, está acontecendo mais uma reunião.

Durante toda a rodada de negociações o ANDES-SN defendeu uma política salarial que seja permanente, com reposição inflacionária, valorização do vencimento base e incorporação das gratificações. Um levantamento feito pelo Dieese para a entidade demonstrou que a perda salarial dos docentes das federais nos últimos 15 anos chega a quase 40% em alguns níveis da carreira.

O Setor das Federais do ANDES-SN irá se reunir no próximo final de semana para fazer um balanço nacional das assembleias realizadas. Em seu último encontro, realizado nos dias 6 e 7 de agosto, o sentimento era de forte indignação e disposição para o enfrentamento com o Governo. Em algumas universidades inclusive foi aprovado o indicativo de greve. O movimento docente já realizou uma paralisação nacional no dia 05 de julho e prepara uma manifestação em Brasília no dia 24 de agosto.

Confira o horário e local das Assembleias:

10/08 – Campus de Guarulhos, Sala 11, às 18 horas

11/08 – Campus da Baixada Santista, no saguão de entrada do Prédio da Ponta da Praia, às 08h30min

11/08 – Campus da Vila Clementino, Anf. Álvaro Guimarães, Rua Butucatu, 862, 1º Andar, às 12 horas

12/08 – Campus de Diadema, Anfiteatro do Prédio José de Filippi (Eldorado), às 12 horas

(Com informações do ANDES-SN)

Docentes iniciam agosto com mobilização em todo o país

Os professores das Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes) iniciam o mês de agosto com mobilização em todo o país. Entre os dias 1 e 15 de agosto, as seções sindicais do ANDES-SN devem organizar rodadas de assembléias gerais, conforme o calendário aprovado no 56º Conad realizado entre 14 e 17 de julho, em Maringá (PR).

A recomendação é priorizar a realização das assembleias até 5/8. Isso porque, nos dias 6 e 7 de agosto, os representantes do setor das Ifes ser reúnem na sede do ANDES-SN em Brasília, para avaliar o movimento e as negociações com o governo. A partir deste balanço, as seções sindicais devem planejar ações, ampliando a mobilização da base com relação à Campanha 2011, e indicar para a categoria a necessidade de greve.

Para a segunda quinzena de agosto, está prevista a realização de atos nos estados e em Brasília, com amplos setores sociais e sindicais, com indicativo de paralisação nos dias 23 e 24, para exigir negociações efetivas com o governo federal e atendimento da pauta de reivindicações.

Reunião com o governo

Na próxima terça-feira, 2/8, o ANDES-SN se reúne com representantes do governo no Ministério do Planejamento (MP) para discutir a pauta de reivindicações específica dos docentes das Ifes. O foco da reunião deverá ser a contraproposta emergencial encaminhada pelo Sindicato Nacional para o MP e para o Ministério da Educação (MEC/Sesu).

Como forma de pressionar o governo, as seções sindicais foram convidadas a enviar representantes para uma vigília em frente ao prédio do MP, durante a reunião.

Fonte: www.andes.org.br

Seção Sindical recém criada, ADUFABC agradece apoio da Adunifesp

A criação da ADUFABC, no dia 06 de julho, representou um importante momento para o movimento docente nacional. A organização da nova Seção Sindical foi debatida pelos professores daquela instituição nos últimos anos e deliberada em uma Assembleia convocada e presidida pelo 1º Vice-Presidente Regional do ANDES-SN, Francisco Miraglia. Em carta, o professor Armando Caputi, Presidente da ADUFABC, agradeceu o apoio da Adunifesp e disse esperar “estabelecer uma relação de solidariedade e de compartilhamento de experiências e iniciativas”. Leia a carta completa clicando em leia mais.

A Assembleia Geral dos docentes da UFABC criou a entidade por 41 votos a favor e duas abstenções e ainda aprovou o regimento e o valor da contribuição financeira mensal dos associados, 1% da soma do Vencimento Básico e da Retribuição por Titulação. A diretoria eleita é provisória e terá até seis meses para consolidar a entidade e convocar as suas primeiras eleições diretas. A ADUFABC já foi homologada pelo ANDES-SN em seu 56º CONAD, realizado entre 15 e 18 de julho, na Universidade Estadual de Maringá, no Paraná.

Santo André, 29 de julho de 2011.

Virgínia Junqueira
Presidente da Associação dos Docentes da UNIFESP – Seção Sindical do ANDES-SN

Cara companheira,
Gostaríamos de expressar nosso mais sincero agradecimento pelo apoio que a ADUNIFESP/SSIND deu ao movimento dos docentes da UFABC para a criação da ADUFABC/SSIND. A participação de diretores da ADUNIFESP/SSIND, assim como a de diretores da Regional SP do ANDES-SN, em diversos momentos de discussão sobre nossa organização sindical, foi fundamental para que esse grupo de professores conseguisse chegar até a realização muito bem sucedida de uma assembleia de criação de nossa entidade, ocorrida no dia 6 de julho último.

Comunicamos oficialmente, que a Assembleia Geral elegeu uma Diretoria Provisória, composta pelos professores Armando Caputi (presidente), Luiz de Siqueira Martins Filho (vice-presidente), Jair Donatelli Jr. (secretário geral), Gilson Lameira de Lima (tesoureiro), e Andrea Paula dos Santos (diretora de imprensa, comunicação e cultura).

Esperamos estabelecer uma relação de solidariedade e de compartilhamento de experiências e iniciativas com a ADUNIFESP/SSIND, porque além da proximidade geográfica, temos desafios semelhantes devido às características de nossas universidades, como a atuação multicampi e seus consequentes problemas para a atividade docente.

Saudações sindicais e universitárias,
Armando Caputi
Presidente da ADUFABC-SSind.

Adunifesp-SSind. elege Conselho de Representantes para biênio 2011-2013

Entre os dias 22 e 26 de agosto a Adunifesp-SSind. realiza a eleição para o seu Conselho de Representantes para o biênio 2011-2013. O CE é uma instância deliberativa intermediária entre a Assembleia Geral e a Diretoria da Associação, sendo composto de docentes eleitos nos departamentos acadêmicos e reunindo-se a cada mês. As inscrições acontecem até o dia 12 de agosto, pessoalmente na sede ou pelo telefone da Adunifesp. Confira o edital de convocação das eleições em leia mais. Participe como candidato e/ou votando e fortaleça a Adunifesp-SSind.!

 

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ELEIÇÃO DO CONSELHO DE REPRESENTANTES (CR) DA ADUNIFESP-SSIND.

BIÊNIO 2011/2013

Segundo os artigos 18 e 37 do Estatuto da Adunifesp-SSind., estamos convocando as eleições para renovação do Conselho de Representantes (CR) da nossa entidade.
Para tanto informamos:
1.    O CR é constituído por um representante titular e um suplente de cada departamento acadêmico da Unifesp, eleito pelo voto direto dos professores sócios da Adunifesp naquele departamento, na proporção de 01 (um) representante para cada 30 (trinta) docentes sócios. Os departamentos que tiverem menos do que 30 (trinta) professores sócios têm direito a 01 (um) representante titular e 01 (um) suplente;
2.    As inscrições de candidatos poderão ser realizadas na sede da Adunifesp-SSind., pessoalmente, por telefone e/ou encaminhada pelo(s) atual (ais) representante(s), no período de 29/07 a 12/08/2011. Desta forma poderemos confeccionar as cédulas de votação;
3.    Todos os PROFESSORES SÓCIOS podem se candidatar, sendo possível a reeleição dos atuais representantes;
4.    As eleições serão realizadas de 22/08 a 26/08/2011, em cada departamento, em local a ser definido pelo(s) atual (ais) representante(s) no CR;
5.    A apuração ocorrerá no dia 26/08/2011, no final da tarde na sede da Associação, pela comissão eleitoral;
6.    A posse do CR será realizada em data a ser posteriormente informada, em reunião ordinária;
7.    A comissão eleitoral estará à disposição para quaisquer esclarecimentos nos telefones da Adunifesp-SSind (5572-1776/5549-2501) e pelo e-mail secretaria@adunifesp.org.br.
8.    O CR reúne-se ordinariamente 01 (uma) vez por mês, em dia e horário a ser acordado entre os conselheiros.
O CR da Adunifesp-SSind. é órgão deliberativo e fiscal da nossa Entidade, constituindo instância intermediária entre a Assembléia Geral (AG) e a Diretoria, portanto, a nossa participação será fundamental para fortalecermos a nossa atuação. 

Saudações Sindicais e Universitárias,
COMISSAO ELEITORAL
Virgínia Junqueira
Alice Teixeira Ferreira
Raquel de Aguiar Furuie