Arquivo mensais:junho 2010

Nota de Pesar pelo falecimento do Professor Vilmon de Freitas

É com profundo pesar que comunicamos o falecimento, neste dia 22 de junho, do querido Professor Vilmon de Freitas, ex-presidente de nossa Associação no biênio 2007-2009. O docente pertencia aos quadros do Departamento de Ginecologia do Curso de Medicina da Unifesp. Além disso, Vilmon sempre teve atuação destacada junto ao Sindicato dos Médicos do Estado de São Paulo (Simesp). A Adunifesp se solidariza com a família e os amigos neste momento difícil, principalmente com sua esposa, Doutora Marisa.
Diretoria e Equipe da Adunifesp-SSind.

Projeto Univercine apresenta filme São Paulo S.A.

A quarta sessão do Projeto Univercine ocorre no próximo sábado, dia 19 de junho, às 14 horas e 30 minutos, com a exibição da obra São Paulo S.A., filme de Luiz Sérgio Person. Os debatedores serão os professores da Unifesp, Henrique Parra e Mauro Rovai. A Cinemateca fica no Largo Senador Raul Cardoso, 207, entre a Avenida Sena Madureira e o Metrô Vila Mariana. Mais informações pelo telefone (11) 3512-6111 (ramal 215). A atividade é gratuita e a entrada livre, mas o filme não é indicado para menores de 14 anos.

Durante o ano de 2010, uma parceria firmada entre a Universidade Federal de São Paulo e a Cinemateca Brasileira realizará sessões educativas acadêmico-culturais voltadas para a formação de público e à discussão dos principais temas relativos às ciências humanas. Todo o terceiro sábado de cada mês, às 14 horas e 30 minutos, o Projeto Univercine ocupará a Cinemateca Brasileira para a projeção de um filme, seguido de debate com a presença de professores da Unifesp e convidados.

Ficha técnica e sinopse:
São Paulo S.A., de Luiz Sérgio Person.
São Paulo, 1965, 35mm, pb, 111’.
Walmor Chagas, Ana Esmeralda, Eva Wilma, Otelo Zeloni.
Clássico do cinema brasileiro. Empresário paulistano entra em crise depois de se unir a um magnata do setor automobilístico e progredir socialmente. Enfastiado, ele tenta abandonar sua vida miserável, sua carreira e vida conjugal. Grande painel sobre o impacto das transformações sociais e econômicas na capital paulista em decorrência do surto da indústria automobilística. Fotografia de Ricardo Aronovich, montagem de Glauco Mirko Laurelli.

Entidades reafirmam posição sobre crise do Campus de Osasco

A nota de esclarecimento publicada pela Reitoria no sítio da Unifesp sobre o episódio do Campus de Osasco contém pelo menos duas inverdades. A primeira é que o Conselho de Entidades teria conhecimento da possibilidade de despejo da FAC/FITO para abrigar o novo Campus na cidade, quando da repercussão da notícia pela imprensa. A segunda é que teria havido um acordo entre a direção da Faculdade Municipal de Osasco e a comunidade local que protesta contra a entrega do prédio. Portanto, é preciso esclarecer que:

1. O Conselho de Entidades da Unifesp reitera que só tomou conhecimento do episódio de despejo da FAC/FITO pela prefeitura de Osasco através da imprensa, em matéria publicada pelo jornal O Estado de São Paulo, no dia 16 de abril de 2010. Portanto, se o fato foi informado na reunião do Conselho Universitário em 12 de maio, foi feito com quase um mês de atraso. Reafirmamos que, nesse meio tempo, recebemos e escutamos representantes da comunidade FAC/FITO que, indignados com a possibilidade do despejo, lutam legitimamente pela sobrevivência da faculdade municipal.
2. Diferentemente do que diz o esclarecimento da Reitoria, a nota da Direção da FAC/FITO não representa um acordo entre as partes. É mais uma peça de contra-informação da prefeitura de Osasco. A comunidade local continua protestando indignada com a possibilidade de perder seu campus e recebe com descrença e ceticismo o que promete a administração municipal. Uma assembléia de professores e alunos realizada no dia 21 de maio e com a participação de mais de 500 pessoas votou por unanimidade que não seria formada nenhuma comissão para discutir um novo prédio. O movimento de defesa da faculdade prepara inclusive um mandado de segurança contra a doação do prédio da FAC/FITO.
3. É importante esclarecer também que a Direção da FAC/FITO é representada por pessoas ligadas à prefeitura de Osasco, ou seja, à administração que abandonou nos últimos seis anos aquela instituição. Portanto, não é esta declaração – estranhamente publicada com entusiasmo no sítio da Unifesp – que resolverá a gravíssima possibilidade de fechamento da faculdade municipal. Esperamos que a nossa universidade esteja agindo para que realmente o episódio tenha um desfecho favorável para todos.
4. Defendemos a expansão da educação superior pública do país, porém, é preciso financiamento, democracia e qualidade. Portanto, não é possível continuar os atuais problemas, como a possibilidade de despejo da FAC/FITO, uma faculdade municipal com mais de 40 anos de serviços prestados à comunidade de Osasco. Esperamos sensibilidade no desfecho de mais este lamentável episódio envolvendo a Unifesp.

Conselho de Entidades da Unifesp (Adunifesp, APG, DCE e Sintunifesp)

Conselho de Entidades realiza debate sobre Novo Estatuto em Diadema

A próxima etapa do Ciclo de Debates “Reforma do Estatuto: Avanços e Retrocessos”, organizado pelo Conselho de Entidades da Unifesp, acontece na próxima terça-feira (08), ao meio-dia, no Campus de Diadema. A discussão vai contar com a participação do Vice-Reitor e Presidente da Comissão de Reforma do Estatuto, Professor Ricardo Luiz Smith, e de representantes dos docentes, trabalhadores técnico-administrativos e estudantes. Participe!

Diretoria da Adunifesp-SSind.