Arquivo da categoria: Notícias

Em defesa da democracia e da autonomia da EPPEN-Unifesp

Tivemos conhecimento de que a chapa 2 encabeçada pelos professores Ricardo Bueno e Ana Carolina Leister que concorreu às eleições para diretoria da EPPEN, do campus Osasco, realizada em março de 2019, entrou com ação no Ministério Público com o intuito de anular o processo eleitoral que elegeu a chapa 1 encabeçada pelos professores Luciana Onusic e Júlio Zorzenon. Toda a documentação referente a tal ação, bem como as respostas da procuradoria da Universidade e da Comissão Eleitoral podem ser acessadas através do SEI número: 23089.105456/2019-56. A Associação dos Docentes da Unifesp (Adunifesp-SSind) considera que tal atitude dos representantes da chapa 2 é totalmente incompatível com a democracia e a autonomia da EPPEN, pelos motivos que se seguem.

Continue lendo Em defesa da democracia e da autonomia da EPPEN-Unifesp

30 de maio em defesa da educação!

As ruas do país serão novamente ocupadas por atos em defesa da educação pública em 30 de maio, próxima quinta-feira. Entidades estudantis e sindicais estão chamando mobilizações em todo o país para fortalecer a luta contra os cortes de orçamento. O Dia de Lutas também servirá como preparação para a Greve Geral, convocada pelas centrais sindicais para 14 de junho.

A Adunifesp-SSind apoia as manifestações locais e nacionais em defesa da educação nesse dia 30 de maio! Rumo à greve geral do dia 14 de junho!

Continue lendo 30 de maio em defesa da educação!

Decreto de Bolsonaro ataca autonomia universitária

Reitores não poderão mais nomear pró-reitores nem diretores

O presidente Jair Bolsonaro publicou, na terça (14), o Decreto 9794. Com o decreto, a partir de 25 de junho, os reitores de universidades, CEFETs e institutos federais não poderão mais nomear pró-reitores e diretores de unidades. A nomeação caberá a Onyx Lorenzoni, ministro chefe da Casa Civil, e a Abraham Weintraub, ministro da Educação. Os docentes indicados para os cargos terão que passar por investigação de vida pregressa feita pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e pela Controladoria Geral da União (CGU).

Continue lendo Decreto de Bolsonaro ataca autonomia universitária

Por que o Brasil está nas ruas pela educação?

Assista na íntegra publicação do Brasil de Fato analisando os ataques do governo às universidade e a mobilização em defesa da educação pública.

#NaRuaPelaEducação | Professores, estudantes e trabalhadores da educação de todo o Brasil amanheceram em luta neste 15 de maio, data que marca a primeira greve nacional contra políticas do governo Jair Bolsonaro (PSL), como os cortes na educação e a Reforma da Previdência. Entenda!

#TsunamiDaEducação #TodosPelaEducação

Confusão de dados é proposital

Sem sucesso, ministro Weintraub tentou convencer estudantes e acadêmicos de que bloqueio seria de apenas 3,5%

Igor Carvalho

Brasil de Fato | São Paulo (SP), 14 de Maio de 2019 às 10:03

Com chocolates, ministro cita porcentagem bem menor de bloqueio nas universidades

Desde o último dia 30 de abril, quando o ministro da Educação Abraham Weintraub declarou que cortaria 30% do orçamento das universidades federais que provocarem “balbúrdia” em seus campi – citando a Universidade de Brasília (UnB), a Universidade Federal da Bahia (UFBA) e a Universidade Federal Fluminense (UFF) –, o tema da educação superior ocupou lugar de destaque nas discussões políticas no país.

Continue lendo Confusão de dados é proposital

AG 22/04: Ato em defesa da autonomia da universidade

Nesta segunda-feira, dia 22 de abril de 2019 foi realizada a Assembleia Geral dos Docentes da Unifesp, com a seguinte pauta: 1) Discussão e organização de ato pela liberdade/autonomia acadêmica na Unifesp; 2) Informe sobre a questão financeira da Adunifesp-SSind (contribuição sindical); 3) Calendário de lutas (mobilização em 15/5); 4) Nova ação do vale-transporte.


E realizados os seguintes e respectivos encaminhamentos: 1) Indicativo de realização do ato para o dia 27 de maio a partir das 10h no campus São Paulo da Unifesp, com os seguintes convidado (a)s – Daniel Cara, Maria Benevides, Fabio Comparato, Elisaldo Carlini, representante da SBPC; moção de solidariedade à prof. Camila Marques (Instituto Federal de Goias) e prof. Gabriel Pimentel (Escola Estadual de Uberlândia) detidos de maneira arbitrária pela polícia, e ao prof. demitido no colégio Poliedro de São José dos Campos; 2) Seguir com a campanha de transição das formas de recolhimento/contribuição e formação de coletivos locais nos campi para ampliar a campanha junto aos docentes em seus departamentos; 3) Participar das manifestações do dia 1º de maio, junto às centrais sindicais e monitorar a organização do dia 15 de maio, com possíveis atividades nos campi; 4) Aprovado por unanimidade a abertura de noca ação para garantir o direito do vale transporte aos docentes.

Continue lendo AG 22/04: Ato em defesa da autonomia da universidade

Adunifesp-SSind segue defendendo a autonomia universitária junto ao novo Ministro da Educação

No dia 08 de abril de 2019, logo após Abraham Weintraub, economista e professor da Unifesp, ocupar o cargo de Ministro da Educação, o Jornal Estadão procurou a Adunifesp-SSind para buscar informações e expectativas sobre a nova gestão e o Prof. Daniel Feldmann, presidente da entidade deu a seguinte declaração:

“Espero que o novo ministro, como professor de uma Universidade Federal, saiba que a lógica do Escola Sem Partido e de outras formas de perseguição e restrição à autonomia e liberdade aos professores é absolutamente falaciosa e só pode levar à destruição da Universidade como lugar de produção de conhecimento. Se, infelizmente, ele mantiver essa lógica defendida pelo Bolsonaro e pelo ex-ministro, isso será trágico, uma caças às bruxas que não permitiremos de forma alguma que entre dentro da Universidade Pública. Nem uma aula minha, Daniel, e nem uma aula do atual ministro Bragança jamais estarão isentas de pressupostos teóricos, reflexivos e intelectuais que nunca podem ser ‘neutros’. Por esta lógica inquisitória, se algum professor for punido por ter algum ‘viés’ no seu pensamento, esse mesmo tipo de punição caberia então ao novo ministro que também tem seu ‘viés’ que é tudo menos ‘neutro’ ou algo meramente ‘técnico’”.

Acesse aqui a matéria completa: https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,ele-tem-ideias-muito-boas-mas-nao-sigo-ipsis-litteris-diz-novo-ministro-sobre-olavo,70002783847?utm_source=estadao:whatsapp&utm_medium=link

A Adunifesp-Ssind segue em defesa da categoria e da universidade pública.

Adunifep-SSind

ASSEMBLEIA DOCENTE: CATEGORIA DISCUTE FORMAS DE SOBREVIVÊNCIA E ESTRATÉGIAS DE LUTA

Nesta terça-feira, dia 19 de março de 2019, foi realizada a Assembleia Geral dos Docentes da Unifesp pautando os ataques aos docentes e à universidade pública; a sobrevivência dos sindicatos – MP 873 e o dia 22/03 como dia nacional de lutas. Após abertura da mesa analisando a conjuntura que envolve sistemáticos ataques aos serviços e servidores públicos, em especial a educação superior e a categoria docente, foi aberta à participação dos presentes compartilhando suas preocupações, discutindo sobre diferentes pontos de vista e chegando ao consenso sobre os seguintes encaminhamentos: 1) Organização imediata (para semana próxima) de reunião aberta com  a presença da assessoria jurídica da Adunifesp-SSind para esclarecimentos sobre a Funpresp e a reforma da previdência; 2) Realização de Assembleias locais nos campi, também com a presença da assessoria jurídica, pautando a Funpresp e reforma da previdência; 3) Organização e realização de Ato Público, em conjunto com as demais entidades da Unifesp, pautando a autonomia acadêmica, a reforma da previdência e demais ataques à universidade e à categoria docente; 4) Elaboração e divulgação de nota sobre a extinção das funções gratificadas; 5) Elaboração e divulgação de nota sobre a MP 873 que proíbe o desconto da contribuição sindical diretamente em folha de pagamento; 6) Iniciar planejamento para alternativas de contribuição sindical, como débito automático e cartão de crédito; 7) Todas as atividades organizadas devem ser acompanhadas de campanha de filiação; 8) Participação no Ato do dia 22/03  contra a reforma da previdência, com ponto de encontro da Unifesp no Conjunto Nacional às 17h.

Continue lendo ASSEMBLEIA DOCENTE: CATEGORIA DISCUTE FORMAS DE SOBREVIVÊNCIA E ESTRATÉGIAS DE LUTA

Problemática migração para FUNPRESP


O Sindicato Nacional dos Docentes – ANDES publicou uma circular, no dia 13 de março de 2019, alertando a categoria sobre alguns graves problemas na adesão ou migração para o Regime de Previdência Complementar gerido pelo FUNPRESP. Especialmente para os colegas que ingressaram na universidade antes de dezembro de 2003, uma vez que abrirão mão do direito à integralidade no cálculo de seus benefícios. E aos docentes que ingressaram no cargo entre 2004 e 2013 recomenda-se que a eventual imigração para a Previdência Complementar seja acompanhada pela assessoria jurídica das seções sindicais afim de evitar maiores perdas de direitos.

Leia abaixo a nota completa:

Continue lendo Problemática migração para FUNPRESP